retificando

Substantivos e Adjetivos


Os substantivos e adjetivos fazem parte das classes de palavras que, por sua vez, fazem parte do estudo morfológico da língua portuguesa.
Dentre as classes de palavras ainda estão os verbos, os numerais, os pronomes, os artigos, as conjunções, interjeições, preposições e advérbios.
Todas as palavras de nossa língua pertencem a uma dessas classes gramaticais.
Quanto aos substantivos e adjetivos, são importantíssimos, pois nos ajudam a compreender o mundo em que vivemos, um nomeando e o outro caracterizando-o.
Confira agora quais são as diferenças entre substantivos e adjetivos e as principais características de cada um deles.

Substantivos

Os substantivos correspondem à classe de palavras utilizada para nomear os seres animados, inanimados, concretos ou abstratos. Exemplos: cachorro, pedra, mesa, amor.
Além disso, são palavras variáveis de nossa língua portuguesa, ou seja, flexionam quanto ao gênero (masculino e feminino), número (singular e plural) e grau (aumentativo e diminutivo).
Em relação à forma, os substantivos são classificados em:
  • Substantivos simples- são formados apenas por uma palavra ou radical. Exemplos: flor, casa, menino, porta.
  • Substantivos compostos- aqueles formados por mais de uma palavra ou radical. Exemplos: passatempo, girassol, guarda-chuva, matéria-prima.
  • Substantivos comuns- são aqueles que nomeiam seres e coisas de forma generalizante. Exemplos: prato, sapato, mulher, brinquedo etc.
  • Substantivos próprios- nomeiam os seres especificando-os. Correspondem aos nomes de pessoas, de lugares ou acidentes geográficos. Exemplos: São Paulo, Pedro, Maria, França, Baía de Todos os Santos, dentre outros.
  • Substantivos primitivos- são aqueles que não derivam de nenhuma palavra e que servem para formar outros vocábulos. Exemplos: pão, pedra, dança, cozinha.
  • Substantivos derivados- são termos formados a partir de um substantivo primitivo. Exemplos: padeiro, pedraria, dançarina, cozinheiro.
  • Substantivos concretos- designam seres reais, ou seja, seres concretos, que possuem existência própria. Exemplos: cadeira, garoto, pia, prato etc.
  • Substantivos abstratos- utilizados para designar termos que estão no plano abstrato, ou seja, que não possuem existência material. Exemplos: amor, tristeza, saudade, pensamento, etc.
  • Substantivos coletivos- são termos que são escritos no singular, mas que servem para designar um conjunto de seres com as mesmas características. Exemplos: enxame, cardume, população, alcateia, dentre outros.

Adjetivos

Os adjetivos correspondem à classe de palavras que serve para qualificar o substantivo, dando-lhe uma característica (seja ela boa ou ruim).
Veja, por exemplo, o substantivo gato.
Se você tem apenas a palavra, pensa-se em um gato qualquer, mas se eu disser gato preto, o adjetivo que acompanha o nome gato dá uma característica, uma “nova roupagem” a ele.
Agora, se eu disser gato siamês, logo vem uma característica completamente distinta da anterior.
Esta é a função do adjetivo: ele modifica o substantivo, qualificando-o.
Assim como os substantivos, eles também possuem flexões de gênero, de número e de grau.
Quanto à formação, os adjetivos podem ser:
  • Adjetivos simples- aqueles formados por um único radical. Exemplos: bonito, feio, gordo, brasileiro etc.
  • Adjetivos compostos- são aqueles formados por mais de um radical. Exemplos: azul-claro, amarelo-ouro, luso-brasileiro, castanho-claro, dentre outros.
  • Adjetivos primitivos- aqueles dos quais se originam outros adjetivos. Exemplos: magro, bom, belo, alto.
  • Adjetivos derivados- são aqueles que se originam de verbos, substantivos e de outros adjetivos. Exemplos: tristonho, magérrimo, boníssimo, azulado.
  • Adjetivos pátrios- correspondem àqueles que indicam nacionalidade ou local de origem do indivíduo. Exemplos: baiano, paulista, brasileiro, europeu etc.
Embora não seja um consenso, alguns gramáticos ainda classificam os adjetivos em adjetivos restritivos, que restringem o substantivo a um contexto específico (homem bonito, carro amarelo, moça alta, cabelo bonito), e adjetivos explicativos, que expressam uma característica inerente do ser, geralmente, com o objetivo de enfatizar essa característica (sol quente, faca amolada, gelo frio etc.).

Diferenciando substantivo e adjetivo

Para ajudar a marcar a distinção entre substantivos e adjetivos, vamos tomar como referência o exemplo a palavra caridoso. Automaticamente, identificamos que se trata de um atributo de alguém que pratica a caridade ou de um gesto imbuído da mesma.
Observe os termos destacados acima e note a diferença entre um e outro. 
Veja que o primeiro vocábulo pode ser encaixado a outro termo (homem caridoso, mulher caridosa, gesto caridoso etc.), sendo portanto, um adjetivo
Uma de suas principais características é que ele “se encaixa” perfeitamente a um substantivo. Aliás, o adjetivo “pede” um substantivoー afinal, é o termo que o qualifica.
O mesmo não acontece com a palavra caridade (não podemos dizer “mulher caridade”, “homem caridade”, “gesto caridade”). Isso porque caridade não é um adjetivo, e sim um substantivo.

E então? Agora que você já sabe a diferença entre substantivos e adjetivos, ajude outras pessoas! Compartilhe nosso conteúdo em suas redes sociais!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.